Comentário: Redenção Legionella

Esse não é um livro que compraria logo de cara, mas lendo a sinopse e pesquisando um pouco mais acabei me interessando, visto que se trata de um gênero que geralmente não leio: ficção científica. Não porque não gosto, mas entre minhas outras preferências, essa seria um pouco mais distante das demais.

Encontramos aqui uma história do futuro, onde as pessoas tem expectativa de vida bem elevada, por volta de 200 anos. Ele se passa exatamente entre os anos de 2030 e 2580, onde tudo que conhecemos mudou de uma forma bem forte.

Conhecemos Peter Brose, que é a pessoa que está escrevendo um livro de memórias com o ano inicial de 2562, casado com a Dra. Mirtes, que teve uma equipe designada para investigar uma bactéria, a Legionella, que matou milhares de pessoas, pois é muito resistente e difícil de combater – mesmo em um futuro tão avançado. Em determinado momento ela atinge um grupo de pessoas especificamente. Por isso, em paralelo a essa investigação laboratorial, acompanhamos a que é realizada pela segurança nacional, inclusive quem deve estar por trás dessa praga mundial, que a cada minuto está matando mais pessoas.

A cada 40 anos a população se reinventa, como o mundo também. As pessoas podem formar novas famílias, mudar de profissão, ter um novo início, como se nascessem novamente , começando tudo do zero. Só não podem ter mais filhos. Como a população tem certo controle de crescimento, cada família possui apenas um casal de filhos, independente de quantas vezes a pessoa já se casou. Mas Peter não quer isso. Ele escolheu Mirtes e pretende ficar com ela até seu último dia de vida. Dessa forma, já possui certo tempo ao lado de sua amada.

Depois da grande luta em busca de respostas sobre essa misteriosa bactéria, nosso protagonista recebe uma singela homenagem, mas deixando claro que sem sua equipe nada poderia ser descoberto. A partir daí ele é convidado a se tornar parte importante no meio político, chegando a ser eleito como primeiro ministro da união afro americana.

O livro aborda um tema que estudei muito na época do colégio, sobre a extinção de determinada raça, onde naquela época só quem merecia viver era os de raça ariana. Um momento maluco da humanidade que poderá sim ocorrer daqui um tempo, com outra raça.

Foi uma leitura diferente, repleta de imaginação, em que faz o leitor viajar no decorrer da leitura para determinada época, imaginando além do que encontramos neles, como seríamos nesse ano? Onde estaríamos? Diversas perguntas parecidas com essa surgem a todo instante.

Como mencionei, é um livro e tanto, um prato cheio para aqueles que são fãs de ficção cientifica é claro. Mas para aqueles que querem viajar literalmente, também é uma ótima leitura. O trabalho da editora foi caprichado, desde a diagramação como em todos os outros detalhes.

Mais uma grata surpresa nacional. Parabéns ao escritor, que soube colocar certa riqueza de detalhes, sem deixar a leitura cansativa, por criar um mundo tão eletrizante.

5,0 de 5 estrelas Surpreendente
Por Mariana em 26 de outubro de 2015
Formato: ebook kindle
“amazon”


 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *